Crianças vegetarianas

Como nós temos o Pedro, nosso pequeno vegetariano desde que nasceu, participamos da matéria “Infância Veg – o que você precisa saber para criar os pequenos cheios de saúde”, escrita pela jornalista Jaqueline B. Ramos, publicada na última edição da Revista dos Vegetarianos.

Excelente para sanar dúvidas sobre a possibilidade de criar uma criança vegetariana ou vegana, a matéria também é uma ferramenta incrível para divulgar o vegetarianismo, já que mostra por meio dos depoimentos de pais, crianças e médicos, como a dieta é, sim, uma opção segura para quem opta por não incluir animais no cardápio.

Abaixo alguns trechos da matéria, com a nossa partipação (o Pedro pede para dizer aqui que ele tinha nove anos quando foi entrevistado, mas agora já está com dez.):

Papinha sem carne:
Alguns exemplos de pequenos vegetarianos demonstram que a alimentação sem carne pode realmente ser encarada de forma muito natural pela criança, não lhe trazendo nenhum desconforto. “Eu sempre fui vegetariano e explico para os meus amigos que desde que era pequeno já não gostava de comer carne. Quando minha avó me dava papinha com carne, eu cuspia tudo. Também falo para eles pensarem muito bem nos animais”, diz Pedro Schuwenck, de 9 anos, quando questionado sobre o que explica para seus amigos onívoros quando lhe perguntam por que não come carne.

Pedro, sua mãe, a publicitária Paula, e seus avós maternos, todos vegetarianos, lançaram em maio desse ano em São Paulo o blog “Vegetariano come o quê?”, cujo objetivo é apresentar receitas que respondam justamente a este pergunta. O diferencial é que as receitas são apresentadas em vídeos e pela família, o que, segundo Paula, chama muito a atenção das pessoas.

Paula é vegana há oito anos e fez a opção pelo vegetarianismo na gravidez. Ela conta que Pedro se mostrou vegetariano desde que começou a comer as papinhas. “Ele sempre rejeitou papinhas com carne. Quando substituía por uma de vegetais ele comia tudo. Procurei um médico nutrólogo especializado em dieta vegetariana que nos orienta até hoje”, conta Paula, ressaltando que Pedro sempre teve crescimento acima da média e nunca existiu problema de socialização com os amiguinhos. “Pelo contrário, ele tem muitos amigos e quando eles vêm na nossa casa, adoram comer nossos bolos e lanches veganos”.

Como Pedro acabou fazendo sua escolha bem cedo, Paula nunca teve dificuldade para montar sua alimentação. E como principal dica para pais vegetarianos que pretendem criar pequenos vegetarianos, ela diz que o segredo é introduzir a variedade dos vegetais na alimentação das crianças. “Quanto mais elas conhecerem os sabores e a infinidade de opções que têm para comer e sentir prazer, se deliciar, mais fácil será que elas gostem e se orgulhem de serem vegetarianas. Além disso, sempre conversar muito sobre os direitos dos animais e como é importante para o planeta que elas sejam vegetarianas.” E completa: “As crianças são esponjinhas que sugam o nosso exemplo. Se os pais estiverem convictos e se sentirem felizes por terem escolhido o vegetarianismo, assim as crianças se sentirão também.”

Para ler na íntegra, clique aqui para ir ao blog Ambiente-se, também feito pela jornalista.

Jaqueline, parabéns e conte sempre com a gente.

Recent Entries

Leave a Reply